SEGURANÇA NA PRAIA

- Missão:

- Objectivos:

- Visão:

Objectivos 2007

NADADOR-SALVADOR

- Época Balnear 2006

- Época Balnear 2005

Candidaturas 2007

NEVA

- Objectivos:

- Corpos Sociais:

- Estatutos:

- Contactos:

SEGURANÇA E PREVENÇÃO

Conselhos

- Oiça Conselhos Rádio.

Recursos Materiais

Estatísticas 2006

Estatísticas 2005

ACTIVIDADES

Praias Vigiadas em Maio

Estágio de Integração

Acções de Sensibilização

- Prevenção Seg. na Praia;

- Luta Cancro Cutâneo;

- Liga Luta Contra a Sida;

- Dadores Sangue;

- Instituto Soc. Náufragos

FORMAÇÃO

- Curso Nadador Salvador;

- Pré-inscrição.

PRIMEIROS SOCORROS

- Suporte Básico Vida;

- Picada Lacraia;

- Picada Medusa;

- Queimaduras.

PATROCINADORES

- Institucionais

- Colaboradores Oficiais

BLOGSPOT

- Fórum Ideias /Debates

- Dia a dia dos Nadadores

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL
LINKS ÚTEIS
GUEST BOOK
CONTACTOS
MAPA DO SITE
Header image Site N.E.V.A.
 

PRAIA DA VAGUEIRA

 
  

- Echiichthys Vipera:

- Sintomas Gerais:

- Tratamento:

- O que fazer:

- Artigo Diário Aveiro:

 



Peixe Aranha

Peixe-Aranha


Echiichthys Vipera
Nome comum - Peixe aranha
Common name - (Weever), lesser
Classe
- Actinopterygii
Ordem - Perciformes
Família - Trachinidae


Peixe-Aranha:
Olhe bem este peixe e imagine o azar daquele que pisar nas suas costas.

O peixe-aranha alimenta-se de crustáceos jovens e moluscos. É encontrado ao longo das costas do sudoeste europeu e do nordeste africano, parcialmente enterrado na areia, abaixo da linha da maré. 

A fim de sobreviver quando a maré baixa, o peixe-aranha procura um pequeno regato deixado pelas águas que se retiram, e ali fica deitado sobre o ventre. Com sua cor marrom, ele pode ser confundido com um pedaço de madeira e passar desapercebido entre algas e conchas vazias.

Na realidade é uma armadilha escondida, pronta para disparar ao menor toque. A segunda barbatana dorsal é longa, macia e inofensiva. Mas os opérculos (parte óssea que protege as brânquias) têm dois espinhos, cada um com duas pontas.

A primeira barbatana dorsal tem raios curtos e agudos que se eriçam ao toque do pé humano. Junto à base dos espinhos existem sulcos por onde é segregado um veneno perigoso. Este veneno pode chegar ao sangue e paralisar o pé ferido e até mesmo a perna. Diz-se que, às vezes, essa infecção chega a ser fatal.

CLASSE DOS OSTEOÍCTIOS:

Peixes-Aranha: A designação de peixe-aranha engloba várias espécies.

A maioria das picadas em Portugal deve-se ao peixe-aranha-menor (Echiictys vipera ou Trachinus vipera). Possuí um espículo venenoso junto de cada opérculo branquial e 3 dos raios da primeira barbatana dorsal são também venenosos. Vivem em fundos arenosos móveis, mas vêm muitas vezes às zonas costeiras onde estão a poucos centímetros de profundidade, semienterrando-se na areia podendo picar um membro de um animal que esteja na praia. Também podem ser apanhados em redes de pesca onde podem picar as mãos de pescadores mais incautos e os animais que se encontram por perto.

Este peixe apresenta grande vitalidade, permanecendo vivo muitas horas após serem retirados da água.; mesmo depois de mortos, a sua picada permanece venenosa por muito tempo.

A picada de peixe-aranha provoca uma dor violenta, intensa, intolerável, podendo durar 2 a 24 horas; é sujeita a exacerbações e irradia para a raíz do membro atingido, que fica edemaciado e, por vezes, apresenta sufusões hemorrágicas.


 
 
NOTÍCIAS
   
 
WebMaster mail  
Produções NEVA © 2006.Todos direitos reservados.